Um Modelo de Gestão

agosto 10, 2013 | Posted by juliana | No Comments »

Trabalho em equipe e gestão de processos são os grandes aliados da qualidade da assistência prestada na CNC.

Para os 100 pacientes poderem realizar a hemodiálise com segurança, é necessário que o trabalho de muitas pessoas esteja em sintonia. Saiba como a Cardio Nefroclínica (CNC) construiu uma forma de trabalho que leva a empresa a ter controle total sobre os seus processos e a colocou entre as melhores em qualidade do país:

Forma atual

Nem sempre a CNC teve a estrutura de funcionamento que possuiu hoje. Nesses 33 anos de existência, conforme lembra a técnica da Enfermagem com 30 de casa, Marta Gonçalves, muita coisa mudou. “Toda a organização que as pessoas veem aqui começou a existir depois da implantação da qualidade”, afirma a colaboradora. A busca por padronizar o serviço de hemodiálise da cidade foi iniciada no ano 2000, depois da CNC ter identificado que o antigo modelo seria insustentável e levaria à falência.

Para recomeçar com força total, a diretoria contratou uma Consultoria Administrativa prestada em parceria com o Sebrae. Desde então, a CNC passou por uma reformulação em temos de gestão. Esta iniciativa propiciou a criação de ferramentas importantes para evidenciar os pontos fortes e os pontos fracos da empresa.

Identificadas as principais necessidades, algumas medidas foram fundamentais para a organização da empresa, como a implantação do Programa 5S. “Nessa etapa, limpamos todos juntos as paredes e os pisos do prédio onde se realizava hemodiálise”, conta a  Diretora Administrativa, Lucila Freitas, lembrando ainda que a mudança incluiu o descarte de tudo o que já estava obsoleto em cada sala da CNC.

Também foram implementadas outras práticas, como Qualidade Total, divisão dos colaboradores em equipes, o estabelecimento de indicadores assistenciais e administrativos, investimento em modernização das máquinas, entre outras ações que contribuíram para profissionalizar o serviço de hemodiálise da cidade.

“As mudanças eram necessárias, pois a CNC estava crescendo e precisava regrar a forma de trabalhar, colocar ordem na casa. O serviço funcionava, porém, não se tinha controle de praticamente nada e, se esta medida não tivesse acontecido, talvez eu não estivesse aqui para contar essa história”, lembra a responsável por implantar o programa 5S na CNC, atualmente gerente Administrativo, Viviane Moreira.

Em 2004, a empresa passou a integrar o Programa Gaúcho de Qualidade e Produtividade (PGQP), por meio do qual conquistou dois reconhecimentos (ver box). Conforme a presidente do Comitê Regional de Qualidade de Santana do Livramento Jane Silveira, uma gestão pela qualidade traz às empresas um norte para diagnosticar a sua situação frente ao mercado. Com isso, a equipe terá condições de avaliar as atividades que realiza, implementar melhorias nos seus processos e melhorar os resultados.

“Depois de percorrer toda essa trajetória, sentíamos falta de ter a qualidade do nosso serviço submetida a uma avaliação na área da saúde e não apenas em termos empresariais, como tinha ocorrido até o momento”, explica a coordenadora da Qualidade, Juliana Freitas. Foi então que, em 2008, a CNC conquistou o MPE (Prêmio de Competitividade para Micro e Pequenas Empresas), pela categoria saúde.

No ano seguinte, a equipe estabeleceu como meta submeter-se à avaliação específica em hemodiálise, conferida pela Organização Nacional de Acreditação (ONA). Mais um momento de reestruturação foi necessário  e, em cinco anos, a empresa estava pronta. O resultado foi a conquista Acreditação Plena, conferida pela ONA e recebida com muita emoção por todos que trabalham e se relacionam com a CNC .

Principais Reconhecimentos:

2003 – Hemodiálise Tipo II: reclassificação do Serviço por parte da ANVISA.

2005 – Medalha Bronze no Programa Gaúcho de Qualidade e Produtividade (PGQP).

2006 – Finalista do Prêmio Talentos Empreendedores.

2007 – Troféu Bronze no Prêmio Gaúcho de Qualidade e Produtividade.

2007 – Finalista do Prêmio Talentos Empreendedores.

2008 – Prêmio de Competitividade para Micro e Pequenas Empresas (MPE Brasil) – Categoria Serviços de Saúde.

2008 – Melhor Torcida Organizada (MPE Brasil)

2009 – Reconhecimento nacional em Brasília pela obtenção do MPE

2013 – ONA – Acreditação Plena

Category: cycle, Notícias

Deixe um comentário