Semana de comemorações para pacientes e colaboradores da Cardio Nefroclínica

Ao completar 34 anos de trabalho, a equipe da Cardio Nefroclínica (CNC) conseguiu consolidar sua qualidade em hemodiálise em Sant’Ana do Livramento e se colocar entre as 16 melhores do País, conforme a classificação da Organização Nacional de Acreditação (ONA). A partir do reconhecimento, a empresa vem promovendo uma série de mudanças administrativas que devem aprimorar ainda mais o serviço prestado aos pacientes, seu relacionamento com parceiros, fornecedores e outros integrantes da rede de saúde.

Desde o ano passado, três colaboradores passaram a ocupar novas funções e a alteração comprovou a capacidade dos gestores da CNC de acompanharem o dinamismo existente nas relações de trabalho. Conforme o fundador da CNC, Dr. Freitas, entre as principais motivações para a inovação, está a conquista do reconhecimento da qualidade do serviço, atestada pela ONA no ano passado, que impôs a reflexão e o estabelecimento de novas metas e mudanças de paradigmas dentro da Clínica. “O crescimento do organismo exige uma constante revisão para otimizarmos o funcionamento da rede e garantirmos a sustentabilidade do serviço. A rede adquire personalidade própria e nosso organograma deve refletir essa personalidade”, justifica o diretor Técnico Dr. Freitas.

Os integrantes das novas funções são provenientes da própria CNC. A diretoria Geral passa a ser responsabilidade de Juliana Freitas, antes coordenadora da Qualidade; a Diretoria Administrativa fica a cargo de Anderson Alves, que atua na empresa há mais de 15 anos; e o novo gerente Administrativo e trainee em Tecnologia da Informação (TI) é Octavio Torres, com experiência em auxiliar nas áreas de suprimentos, administrativa e de manutenção de computadores.

A nova equipe administrativa tem o objetivo de fortalecer a qualidade interna implantada e difundi-la, além de buscar conhecimento na área de gestão em saúde para proporcionar um crescimento sistêmico fundamental para melhorar ainda mais o tratamento dos pacientes. “Estamos focados em implantar uma gestão compartilhada, de forma horizontal, onde os líderes decidem em conjunto os rumos da CNC e de suas próprias atribuições. Para isso, contamos com a orientação de profissionais da área de recursos humanos e psicologia que garantem uma transição mais clara e segura para uma nova fase no serviço”, explica a diretora.

Planejamento

Nesse novo ciclo da CNC, o Seminário Anual de Revisão e Elaboração das Estratégias (Saree), que ocorre no final de novembro, será o ponto de partida para o estabelecimento de novas ações, estratégia e políticas. Como nos anos anteriores, o encontro conta com a participação de todos os colaboradores e é o momento de revisão do passado e do presente da Clínica para então serem traçados os objetivos futuros.

“Em 2015, quando completarmos 35 anos, voltaremos o foco do trabalho para a segurança dos processos internos. Novos colaboradores estão sendo contratados e eles  precisam conhecer a cultura da CNC e imergir em nossas práticas de qualidade e segurança”, justifica a diretora Geral. Para que o objetivo seja conquistado, o primeiro dos três pilares de atuação será o desenvolvimento da equipe através de uma matriz de educação continuada integral, destinada a atualizar e reciclar os conhecimentos.

O segundo pilar consiste na implementação do Núcleo de Segurança do Paciente, uma norma estabelecida pelo Ministério da Saúde, que incrementará o cuidado com o paciente por meio de práticas de Biossegurança, na grande maioria já realizadas na CNC. Para completar o plano de ação, haverá a implementação de um Sistema de Auditoria interna exclusivo e periódico. A proposta,  além de promover a busca pelo aperfeiçoamento contínuo, vai facilitar a incorporação dos métodos de trabalho existentes. Em meio a tantas inovações, o marco dos 35 anos de atividade do único serviço de hemodiálise de Sant’Ana do Livramento, deverá envolver pacientes, colaboradores e comunidade nos aprimoramentos propostos para os próximos 12 meses.

Category: Notícias

Deixe um comentário