Pausa para planejar

agosto 22, 2017 | Posted by juliana | No Comments »

Equipe reunida para mais uma clássica foto oficial do evento!

Avaliar, criticar, manter e transformar foram as principais ações propostas nas dinâmicas realizadas pela equipe da Cardio Nefroclínica (CNC), ao longo do último domingo (20). Reunidos no Clube Campestre, mais de trinta colaboradores ajudaram a construir os rumos da empresa a partir do passado e do presente da instituição. Conhecido como Saree, o Seminário Anual de Revisão e Elaboração das Estratégias faz parte das atividades da CNC há 11 anos

A imagem de um Jacarandá, árvore frondosa, abriu as atividades do dia e serviu de motivação para os principais diálogos propostos. Já de início, os colaboradores foram convidados a analisar as raízes, ou seja, os valores da empresa. Para isso, a diretora Geral da CNC, Juliana Freitas, enfatizou a necessidade de cada um fazer um mergulho interno e durante a dinâmica de “boas-vindas” propôs que, entre outras questões, fossem respondidas: em qual momento da vida te encontras e o que a CNC significa para ti?

Os período destinado para análise pessoal foi seguido por um olhar direcionado ao coletivo.  Dividida em seis grupos de trabalho, a equipe leu contos e refletiu sobre as bases que formam a CNC. Foram levantadas as principais fortalezas do serviço, como a valorização do paciente e fatores a serem melhorados, como a comunicação. Presente desde o primeiro Saree, realizado em 2006, a técnica de Enfermagem Elisiane Mello conta que esses encontros servem, inclusive, para realizar os anseios levantados pela equipe. “Praticamente tudo o que planejamos no Saree se concretiza, a exemplo de aumento de salários, contratação de novos técnicos, novos médicos, entre outras necessidades”, avalia a colaboradora.

Planos Futuros

Conforme ficou definido no encontro, o principal objetivo da CNC para o próximo ano será a busca de mais um reconhecimento de excelência e qualidade através da Organização Nacional de Acreditação (ONA), único órgão acreditador brasileiro na área da saúde. Já conquistada em 2012, a garantia de qualidade exige o cumprimento de todos os processos descritos pela empresa. Foi esse trabalho que deu sequência às atividades realizadas após a pausa para o almoço, quando o sol apareceu para aquecer a tarde fria. Quatro núcleos se ocuparam de revisar os processos já realizados e sugeriram alterações que prometem melhorar a qualidade do que já é feito.

Ao encerrar as dinâmicas do Saree 2017, a diretora da CNC enfatizou que esse foi o primeiro Saree que ela coordenou e que se conseguiu definir todas as práticas, responsáveis, prazos e metodologia de controle de resultado durante o evento. Ainda segundo ela o feito é uma demonstração de maturidade e compreensão da equipe sobre o processo de planejamento. Com o grito da palavra “sucesso”, a equipe se despediu. “Saio renovada”, declarou a colaboradora Carmem Araújo.

A origem

De acordo com o diretor Técnico da empresa, João José Freitas a ideia de realizar o Saree surgiu há mais de dez anos, em um curso de qualidade, onde um empresário de Caxias do Sul falou sobre dois tipos de empresas: as que sucumbem e a que sobrevivem. Essas últimas são capazes de enfrentar os contratempos, reunindo seus colaboradores, realizando planejamento estratégico e pensam nos caminhos que deveriam ser trilhados para se chegar aos objetivos. “Quando nos entregarmos a esse conceito conseguimos passar momentos de turbulência, vencer obstáculos e crescer”, conta Freitas.

Category: cycle, Notícias

Deixe um comentário