Notícias

Uma Campanha diferente

junho 25, 2018 | Postado por juliana |

Doações devidamente separadas para a entrega.

Há mais de dez anos, roupas e acessórios são periodicamente recolhidos na Cardio Nefroclínica (CNC) para aquecer o inverno de quem precisa. A Campanha do Agasalho de 2018 trouxe uma novidade. Os beneficiários, todos pacientes do serviço de diálise, mais do que receberem as doações, puderam detalhar as suas necessidades e de seus familiares. Ao todo, 7 famílias receberam os 71,650 kg de agasalhos, entregues nos dias 7 e 8 de junho.

De acordo com a assistente social da CNC, Isabel Terres, o processo da Campanha deste ano foi originado para evitar o equívoco recorrente em projetos beneficentes, em que os doadores apontam os beneficiários. Buscou-se o caminho inverso a partir de uma triagem prévia, realizada com os pacientes da CNC que manifestaram vontade de integrar a campanha. Identificadas as pessoas, a assistente social mapeou a realidade sócio-econômica dos participantes, com o objetivo de direcionar as quantidade e a qualidade das doações, de acordo com os tamanhos de roupas e calçados necessários.

Ao longo dos quatro dias de entrevistas, os participantes também foram convidados a avaliar a Campanha do Agasalho. O resultado foi unanime com relação à vontade de que continuem ocorrendo coletas de donativos, inclusive de alimentos. “Essa é uma Campanha que ocorre em diversas instituições da cidade, neste período do ano, então buscamos beneficiar internamente as pessoas necessitadas. Isso ainda aproxima os colaboradores dos pacientes e promove a solidariedade entre quem convive”, avalia Terres.

Campanhas Assistenciais  

Realizadas para suprir carências da comunidade, as campanhas assistenciais integram as práticas da CNC há 16 anos. Atualmente, a coleta e entrega de donativos ocorre em dois momentos do ano, nos meses de inverno e no período que antecede o Natal. De acordo com a diretora Geral da CNC, Juliana Freitas, as campanhas de doação sempre conseguiram suprir a demanda dos pacientes e já chegaram a ser estendidas a pacientes do Hospital Santa Casa. “Ajudar nossos pacientes carentes é uma ação pontual que fazemos dentro do nosso foco atual de atuação socialmente responsável que inclui ainda projetos de médio e longo prazo, como a elaboração e fortalecimento da rede de diagnóstico e tratamento do paciente com doença renal no âmbito do SUS”, resume a gestora.



Unidade de Saúde – Simon Bolívar
Presentes na reunião: Dr. João José Freitas, Vivian Lucas Gomes, Jaderson de Vargas, Enfa. Coordenadora Raquel Gadret Levy, Samantha Soltau, Vanise Silveira, Drª Angela Ciliato, Rodrigo da Rosa, Rosaura, Eliz Regina Rodrigues, Naiara Costa, Cintia Holtz.

A parceria público privada, entre a Cardio Nefroclínica (CNC) e a Secretaria Municipal de Saúde (SMS)  que há cinco meses atende pacientes reais crônicos, nos graus mais elevados da doença, acaba de receber mais um incremento. Na primeira quinzena de maio, encerrou-se um cronograma de 12 visitas realizadas às Unidades de Saúde, pela equipe do serviço de diálise, com o objetivo de levar informações ao maior número de profissionais integrantes da rede de atendimento aos pacientes renais.

Nos encontros foram tratado assuntos, como o caminho que o paciente renal percorre até chegar ao tratamento especializado, casos singulares da doença, além da desmistificação da diálise. De acordo com a colaboradora da CNC, Fabiana Vargas, presente em todas as visitas, o estreitamento das relações entre os médicos dos postos com o diretor Geral da CNC, o nefrologista  Dr. João José Freitas, e suas equipes tornou a troca de informações mais segura ao paciente e com certeza já apresenta impacto positivo no atendimento.

Entre as Unidades percorridas, esteve a localizada no bairro Simon Bolívar (foto), onde cerca de 13 pessoas participaram do diálogo, tornando o alcance das informações ainda maior. Para a coordenadora da Estratégia da Saúde da Família daquela localidade e enfermeira Raquel Levy, a participação de toda a equipe é fundamental para a compreensão dessa nova especialidade que está sendo incorporada ao atendimento da rede municipal. “Foi uma ótima oportunidade para entender bem como funciona a hemodiálise e, assim, evitar visões distorcidas sobre o tratamento que garante a permanência de vidas”, destacou.

Resultados 

Atualmente a parceria já oportuniza o atendimento a cerca de 12 pacientes renais crônicos, nos graus 4 e 5 da doença, em uma agenda de cinco atendimentos por semana, que segundo a Coordenadora da Regulação da SMS, Rose Maia, suprem a demanda atual. “Eu estou positivamente surpresa com o fluxo de trabalho dessa parceria”, comenta Maia acrescentando que o projeto de atendimento especializado em nefrologia foi planejado em conjunto com as duas entidades por um tempo expressivo, tornando a implementação mais eficaz.

Entre os próximos passos, a diretora Geral da CNC, Juliana Freitas conta que está a ampliação na agenda de atendimento. Outra possibilidade a longo prazo, levantada pelo Secretário de Saúde, Sérgio Aragon é o credenciamento da clínica na Portaria 389, Projeto do Ministério da Saúde, por meio do qual é possível conquistar repasses e facilitar a adoção de novas parcerias. Ainda na avaliação de Aragon, mesmo sendo um grupo ainda pequeno de atendimento realizados, é grande a necessidade de garantir que essas pessoas sejam acompanhadas antes de terem seus rins completamente comprometidos, de forma a retardar a necessidade de diálise e evitar óbitos decorrentes de situações emergenciais.

Surpreso com as melhorias do atendimento realizado pela rede municipal de saúde, especialmente nas Unidades dotadas do Programa de Estratégia da Família, o diretor técnico da CNC, relata a satisfação de toda a sua equipe em passar a integrar a rede básica de saúde. “Dessa maneira podemos chegar a grande parte dos os pacientes antes de eles perderem a sua função renal e isso faz com que possamos cumprir a nossa missão integralmente”, enfatiza.

Confira quais bairros tiveram suas Unidades Básicas de Saúde visitadas:

ARMOUR, TABATINGA, DIVISA, PRADO, PAM, CAIC, UNIDADE SANITÁRIA, SANTA ROSA, PLANALTO, VILA REAL, SIMON BOLIVAR e ESF Rural.



Revisão em dia!

maio 9, 2018 | Postado por juliana |

Confira o relatório de 2017 na íntegra, clicando na imagem.

 

O Relatório de Atividades de 2017 da CNC, divulgado nessa semana, reforça as dificuldades existentes na área da saúde em todo o País.

Com pagamentos do SUS que cobrem apenas 69% do custo da sessão de hemodiálise, o ano de 2017 terminou no vermelho para o serviço de diálise local que atende 80% dos seus pacientes via SUS.

Conforme os gestores, o planejamento financeiro para 2018, inclui o enxugamento de custos em todas as áreas possíveis.

Frente aos desafios, esforços administrativos e técnicos estão sendo direcionados para garantir a continuidade dos trabalhos realizados pela única clínica da cidade especializada em serviços de nefrologia.

Clique na imagem ao lado para acessar o relatório completo.



Práticas compartilhadas!

abril 10, 2018 | Postado por juliana |

Na foto: Dr. Manif Curi Jorge, Enfa. Josi Pedroso, Téc. Enf. Fábio Moreno , Enfa. Géssika Leite, Enfa. Silvia Carvalho, Téc. Enf. Jederson Severo

A troca de informações técnicas e possibilidades de economicidade foram os assuntos tratados durante a visita da equipe da Clínica Nefro Rim Sul, de Bagé, realizada na CNC nos primeiros dias de abril.

De acordo com o diretor da clínica bageense, Dr. Manif Curi Jorge, o intercâmbio entre os serviços favorece o aprimoramento das unidades, já que as questões técnicas precisam ser revistas. Além disso, Curi destaca como proveitoso o dialogo sobre as soluções para manter a qualidade dos serviço de alta e média complexidade, em meio a defasagem da tabela SUS, enfrentada por todas clínicas de diálise do País.

“O relacionamento estreito, construído em outras visitas que fizemos à CNC, a proximidade do contexto social das nossas cidades e a qualidade praticada pelo serviço de Livramento nos motivaram a procurar novamente a equipe da Cardio”, explica o gestor.



Dia Mundial do Rim destaca prevenção

março 8, 2018 | Postado por juliana |

Em Sant’ Ana do Livramento, CNC trabalha ações a longo prazo.

Material da Campanha de 2018

Nesta quinta-feira, 8 de março, informações sobre prevenção das doenças renais são divulgadas em diversos países, por ocasião do Dia Mundial do Rim. O tema escolhido para a campanha, no Brasil coordenada pela Sociedade Brasileira de Nefrologia, é “Saúde da Mulher – Cuide de seus Rins”. Em Sant’Ana do Livramento, a Cardio Nefroclínica (CNC), também celebra a data especial.

As atividades locais englobam a distribuição do material informativo produzido pela campanha mundial de prevenção (foto) e a continuidade das visitas da equipe da CNC às Unidades Básicas de Saúde da Família. Os encontros, que vêm ocorrendo há cerca de um mês, têm o objetivo de esclarecer os principais pontos do convênio firmado entre a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e a Clínica de diálise. Graças a essa parceria, iniciada em dezembro do ano passado, santanenses com Doença Renal Crônica nos níveis 4 e 5, são encaminhados à CNC para receberem o atendimento, via rede pública, da equipe do serviço especializado em nefrologia.

Na última semana, ocorreu o terceiro dos 14 diálogos programados para este ano (foto). De acordo com o diretor técnico da CNC e nefrologista, Dr. João José Freitas, além de sanar dúvidas e chamar a atenção dos profissionais de saúde para o convênio, as visitas têm servido para aproximar os colegas, possibilitando troca de informações sobre pacientes portadores de doença renais.  Durante a conversa ocorrida na Unidade de Saúde do Bairro Divisa o médico explicou aos profissionais de saúde que os clínicos podem entrar em contato com a CNC, por e-mail, sempre que necessitarem esclarecimentos sobre casos da área de nefrologia. O retorno faz parte do chamado matriciamento.

Equipe da Unidade de Saúde do Bairro Divisa esclarece dúvidas sobre o ambulatório especializado em nefrologia.

“Esse trabalho conjunto vai nos desafogar porque, muitas vezes, os pacientes com doença renal crônica precisam do atendimento especializado o mais rápido possível, o que nem sempre ocorria quando o encaminhamento era feito a Porto Alegre”, avalia o clínico geral da Estratégia de Saúde da Família do Bairro Divisa, Dr. Marcus da Rosa, satisfeito por já ter um paciente direcionado à CNC.

A troca entre os profissionais de saúde já ocorreu também nas nos bairros Armour e Tabatinga e ainda deve chegar ao Prado, Caique, Planalto, Simon Bolívar, Vila Real, Santa Rosa, além das unidades do PAM, Unidade Sanitária, CAPS I, CAPS AD e SAE.

 



Pesquisa de Satisfação

janeiro 8, 2018 | Postado por juliana |

Murais atualizados com os dados das pesquisas.

Já estão divulgados, no mural da CNC, os resultados das Pesquisas de Satisfação realizadas com os colaboradores e pacientes da Clínica. Aplicadas anualmente, há mais de 10 anos, as ferramentas têm o propósito de verificar como as pessoas estão se sentindo no trabalho e, no caso dos pacientes, como avaliam o serviço que utilizam. Ambas as pesquisas representam uma oportunidade de escuta para saber o que precisa ser mantido e também alterado. As respostas descritivas são lidas pelos diretores do serviço que avaliam as demandas e, juntamente, com as equipes elaboram ações de melhoria para o ano inteiro.

Singularidades do processo

Pacientes – Na fase final de análise dos dados, a pesquisa com os pacientes inclui um retorno pessoal, àqueles que se identificam, como forma de reconhecimento pela participação no crescimento do trabalho. Além disso, são avaliados: a satisfação com o tratamento, os profissionais que os atendem, a área física e o lanche oferecido durante a diálise.

Colaboradores – Com relação às perguntas destinadas a medir o bem-estar do colaborador, o resultados quantitativos passam por um sistema de tabulação e são comparados com anos anteriores em tópicos que vão, desde a satisfação com o líder da equipe, até a qualidade do almoço oferecido. As perguntas também trazem um campo aberto a comentários.



Para entender melhor.

A partir desse mês, o santanenses passam a contar com atendimento especializado em nefrologia para doentes renais crônicos. Serão disponibilizadas, na Cardio Nefroclínica (CNC), cerca de 20 consultas mensais aos pacientes com esse diagnóstico, em níveis mais avançados, classificados nos graus 4 e 5. A parceria, que aporta acompanhamento constante e gratuito, tem como principal objetivo realizar o tratamento adequado da DRC, de modo a evitar as complicações e a reduzir a mortalidade decorrentes dessa doença.

“Quantificamos as consultas oferecidas de acordo com a demanda existente. Certamente supriremos as necessidades na área de nefrologia”, avalia o secretário de Saúde, Sérgio Aragon. Até esse momento, os pacientes da rede pública que necessitavam de um atendimento pré-dialítico, ou seja que apresentavam DRC em níveis mais altos, eram encaminhados para Porto Alegre e alguns chegavam esperar até dois anos para serem atendidos.

Com a realização do atendimento ambulatorial em nefrologia para a doença renal crônica, a agilidade, indispensável para qualquer tratamento de saúde passa ser incorporada. O atendimento local traz ainda como pontos positivos a redução de custos econômicos com transporte, diárias de motoristas e com o imensurável desgaste das pessoas com problemas de saúde.

Relevância do tratamento

Do ponto de vista técnico, o nefrologista responsável pela CNC, João José Freitas, explica que no nível 4 da doença renal ocorre a filtragem pelos rins de apenas 15 a 30% do sangue, enquanto no nível seguinte, 5, a perda se agrava e chega a cerca de 85% da função normal do órgão. “Sabemos que, nesse estágio avançado da DRC, dificilmente conseguiremos fazer com que a doença regrida, mas o tratamento especializado pode retardar de maneira significativa a insuficiência renal que leva à diálise”, explica Dr.Freitas.

Além disso, mesmo nos casos de necessidade de realizar tratamentos substitutivos dos rins, o ideal é que 80% dos pacientes ingressem eletivamente em terapia renal substitutiva dos rins, acompanhados e orientados por uma equipe ambulatorial multidisciplinar preparada. Atualmente, 90% dos pacientes ingressam nesses tratamento pela via hospitalar, ou seja, primeiro ficam gravemente doentes para depois terem acompanhamento de um nefrologista. “Felizmente, a partir desse convênio, estamos trabalhando para modificar essa realidade”, complementa o médico.

Etapas do processo

Conforme explica a diretora Geral da CNC, Juliana Freitas, o atendimento seguirá um fluxo que facilitará o atendimento especializado. Entre as responsabilidade assumidas pela Clínica está a transmissão de informações sobre esse processo em uma reunião realizada com médicos e outros profissionais responsáveis pelos postos municipais. Além disso, um cartaz impresso será entregue a essas equipes de modo a relembrar as principais informações do convênio (confira um resumo do fluxo no box). “Estamos tornando realidade um sonho antigo, que já havia sido ensaiado com trabalho da ONG Alô Rim Livramento e que nos dará a satisfação de trabalhar em conjunto com a Rede Básica de Saúde na prevenção das doenças renais em nossa Fronteira”, encerra a Gestora.



CNC 37 anos

novembro 22, 2017 | Postado por juliana |

Saiba mais sobre nossa história através de depoimentos de quem vive o dia a dia do serviço de diálise da Fronteira.

 



Saúde dos rins em dia

novembro 10, 2017 | Postado por juliana |

Prevenção é o caminho para a saúde dos rins

Atitudes preventivas têm o poder de manter o organismo humano em equilíbrio. Para investir em importantes hábitos é necessário estar consciente de que a saúde vai além da ausência de doenças e inclui a sensação de bem-estar no seu sentido mais amplo. No caso da insuficiência renal, por exemplo, é possível evitar a perda de função dos rins quando existe um diagnóstico precoce. Conhecedores desse caminho, o nefrologista João José Freitas e o clínico geral Nelson Eula, ambos atuantes na Cardio Nefroclínica (CNC), de Sant’Ana do Livramento, falam sobre os principais aliados de quem busca se cuidar.

Alimentação

     Base para a boa saúde, a alimentação é comparada, por muitos profissionais, a uma farmácia natural. Com esse conceito em mente, a prevenção de doenças inclui a substituição de alimentos industrializados por outros feitos de forma mais natural. Além disso, é fundamental diminuir a ingestão de açucares, farinhas e carboidratos em geral. Eles são os responsáveis pelos altíssimos índices de obesidade no mundo. “Estatísticas feitas nos Estados Unidos mostram que 1/3 da população é obesa”, lembra o Dr. Freitas. Esse excesso de peso leva ao desenvolvimento de outras doenças, como as que se originam pela obstrução dos vasos sanguíneos, entre elas Diabetes e Hipertensão.

      Questões atuais ligadas às escolhas alimentares podem ser aprofundadas nos livros, Barriga de Trigo e Gordura Sem Medo. Sugeridas pelo nefrologista, essa bibliografia de fácil entendimento traz evidências científicas  que desmontam as bases que difundiram como saudável a dieta com baixo teor de gordura.

Tratar as doenças de base

       Cerca de 50% das pessoas que desenvolvem a insuficiência renal são diabéticos ou hipertensos. Evitar essas patologias por meio da alimentação e de hábitos saudáveis são a medida número um para quem quer manter o bom funcionamento dos órgãos. Conforme Dr. Eula, nos casos em que as doenças já estejam ativas é importante controlar a sua evolução, por meio do chamado tratamento conservador. Ele é formado por quatro ações: dieta adequada, exclusão de medicamentos nefrotóxicos, ou seja, considerados prejudiciais aos rins, e realização de controle eficiente da diabetes, pressão alta e outras doenças associadas.

Exames

     Existem exames acessíveis que medem o funcionamento dos rins e são imprescindíveis para o identificar problemas nesse órgão vital: urina e creatinina. Esses parâmetros serão alertas para possíveis doenças renais (Lupus, Vesculite, Glomerulonefrite, Cálculo Renal, também chamado de pedras nos rins, entre outras). A partir do resultado, pode-se descartar complicações renais ou indicar os tratamentos corretos para cada enfermidade. Não deixe de buscar orientações de profissionais da área da saúde.



Foco no colaborador

outubro 5, 2017 | Postado por juliana |

Exercícios de alongamento, respiração e massagem entre os colegas de trabalho fizeram parte do dia dedicado à ginástica laboral na CNC.

Idealizada para levar bem estar aos colaboradores da Cardio Nefroclínica (CNC), a Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho (SIPAT) trouxe um olhar diferente neste ano. Do 25 ao 28 de setembro, ocorreram atividades como ginástica laboral, massagem, compartilhamento de lanche saudável e realização de exames de rotina. Tudo pensado para trazer mais conforto a quem se dedica, diariamente, aos pacientes renais.

Para a técnica de enfermagem e gestante Roziane Couto, a massagem proporcionou momentos de relaxamento profundo. “Voltei para ao trabalho como se estivesse flutuando”, conta. Depoimentos como esse, ouvidos ao longo dos eventos, enfatizaram os objetivos estabelecidos pela equipe da Comissão Interna de Prevenção a Acidentes (CIPA). Conforme a líder Josi Kelly Pedroso, entre outros fatores, buscou-se diminuir a pressão do trabalho.

Especialistas defendem que, o estado emocional de satisfação provocado por atividades, como a ginástica laboral e a massagem, pode aumentar a atenção dos colaboradores para as suas tarefas e, indiretamente, contribuir para a diminuição dos acidentes de trabalho. Confira os detalhes de cada ação realizada nessa semana que tinha como lema “Priorizar a vida com saúde”.

Desafiando o ritmo e estimulando o exercício durante a jornada de trabalho!

Ginástica Laboral  

A abertura da SIPAT 2017 ocorreu com os exercícios propostos pela educadora física, Luciene Braga. A ginástica laboral foi realizada em quatro sessões, distribuídas em dois turnos. “Os colaboradores se animaram, sentiram bem estar após os exercícios e alguns participaram de mais de uma sessão”, lembra Luciene, enfatizando ainda que os benefícios dessa técnica incluem a melhora do relacionamento entre os colegas de trabalho e a diminuição das tensões provenientes da rotina.

Fazer o colaborador desligar do trabalho e relaxar profundamente, esse foi o objetivo do dia dedicado à massagem, no SIPAT 2017.

Massagem 

Luz baixa, música suave e uma cadeira especial foram as ferramentas do massoterapeuta Alessandro Rodrigo da Rosa para proporcionar momentos de relaxamento. Os cerca de 10 minutos da chamada quick massagem tornaram a jornada de trabalho mais agradável. Conforme Alessandro, estudos mostram que a massagem levada ao ambiente laboral  melhora a concentração, o humor e reduz dores musculares, entre outros benefícios.

Lanche saudável

Sucos detox, frutas, cereais e biscoitos integrais foram os principais componentes do lanche diferente experimentado na copa da CNC. O conforto sentido pelos colaborares, com a ingestão de alimentos frescos e leves pode ser repetida em casa. Para o preparo dos três sucos deliciosos foram feitas as seguintes combinações de ingredientes, batidos no liquidificador e coados:

1) 2 folhas de couve, 1 copo de abacaxi, 2 colheres de chá de hortelã e 500 ml de água.

2) 2 folhas de couve, 1 maçã, 1 cenoura, 1 beterraba, , 1/2 pepino, 1 colher de gengibre e 2 copos de água.

3) 2 laranjas, 3 folhas de couve e gengibre.

Cuidar de quem cuida tão bem de nossos pacientes! SIPAT dedicado aos colaboradores da CNC!

Exames

A semana de cuidados foi encerrada com prevenção. O exame de creatinina contou com o apoio do Laboratório Dr. Pio para a retirada de sangue daqueles que desejaram. Também estava disponível a aferição da pressão arterial, feita pelos próprios técnicos da CNC.